top of page

O mundo pede saúde mental

Em 2022 o lema da campanha Janeiro Branco é lançada como "O mundo pede pela saúde mental" refletindo a situação pandêmica mundial que afetou a vida de todos de maneira física, social e psicológica.


Um novo ano se inicia, porém o que muda a partir da virada do calendário? É bem verdade que em janeiro tendemos a ser mais esperançosos, refletir sobre o ano que ficou para trás, traçar metas de mudanças. Mas a verdade é que com a virada do calendário nada acontece a não ser iniciar um novo mês, continuamos exatamente as mesmas pessoas do ano anterior. Nossas vidas são as mesmas, nossa história não se transformou, o trabalho continua mesmo, a família é a mesma; enfim tudo o que somos continua a seguir seu fluxo.


Entretanto, há a possibilidade de mudança se a partir de reflexões pessoais você decida de fato mudar. Não precisa ser grandes transformações, mas pequenas atitudes diárias e constância para trilhar o caminho desejado.


E em toda a simbologia da virada do calendário que possamos mesmo vivenciar momentos de reflexão para tomar consciência do que temos feito da nossa vida, ponderando sobre as mudanças desejadas e planejar de forma realista como queremos trilhar nosso caminho daqui pra frente. E com isso estamos cuidando da nossa saúde mental.


É por isso que desde 2014 é realizada a campanha Janeiro Branco, relembrar de cuidar de si, de olhar para nossa saúde mental. Tomar decisões, decidir mudar, reconectar-se consigo, transformar relacionamentos tem tudo a ver com saúde mental. E além disso tudo, não há como não falar da pandemia que já durou mais do que qualquer um poderia esperar e por isso o lema do Janeiro Branco 2022 é que o mundo pede por saúde mental!


Hoje você tem a oportunidade de refletir como anda sua saúde mental, tecer reflexões e planejar mudanças. Vamos acabar com o misticismo e os tabus que a palavra saúde mental envolve e passemos a olhar para ela com a devida atenção que merece.


Cuide de você, cuide de quem está ao seu redor e se estiver muito difícil fazer isso sozinho, não tem problema pedir ajuda a alguém, principalmente se essa pessoa é especializada em ajudar. Fale com seu médico, procure psicoterapia e principalmente cuide de sua saúde mental.

Comentarios


bottom of page