top of page

Cuidado com suas emoções

Reportagem realizada por Clarice Graupe Daronca para o Jornal do Médio Vale.


"Correria, trabalho acumulado, tarefas de casa, relacionamentos conturbados, discussões constantes, problemas familiares, estresse, preocupação na maior parte do tempo, rápidas mudanças sociais, excesso de informações, entre outros tantos fatores que podem gerar dificuldades com relação à saúde mental. E não se engane, assim como o corpo adoece a mente também pode adoecer. E como qualquer outro problema humano natural, ela não escolhe classe, cor, raça ou gênero. Não se trata de frescura ou é apenas 'coisa de louco'". As colocações são da profissional, Alyne Laís Krieser Spiess (CRP 12/21609), que tem graduação de bacharel em psicologia pela Univali.


Segundo Alyne "cuidar de sua saúde mental é cuidar de você por inteiro, afinal esse sistema de classificação serve para entendermos melhor como funcionamos, mas não podemos esquecer que somos seres inteiros, ou vai me dizer que você nunca percebeu que quando você está com dor no dente pode ter também dor de cabeça ou falta de apetite? Quem nunca ficou nervoso a ponto de ter a sensação de 'explodir' de raiva? Ou ainda ficou tão ansioso que ficou com vontade de ir ao banheiro? O corpo, a mente, está tudo interligado e nós precisamos aprender a cuidar dele como um todo".


A profissional alerta "preste atenção se você tem sofrido com tensão muscular, problemas estomacais, palpitação, nervosismo, insônia, cansaço, problemas de memória, falta de concentração, aumento ou diminuição do apetite, desinteresse por atividades que antes eram prazerosas, choro fácil, sensação de pânico. Faça uma avaliação do seu estado, sai do piloto automático e pare para prestar atenção em você, no seu corpo e nos sinais de alerta que ele está enviando. Você não precisa dar conta de tudo o tempo todo, há situações que não podemos controlar e isso é ser humano. Se está muito difícil sozinho lidar com as dificuldades do dia a dia, seu sofrimento é intenso procure um profissional, psicoterapia, pode ser o ponto de partida para mudanças que seu corpo está avisando a você que ele precisa".


Alyne aproveita para aconselhar que "comece o mais breve possível a cuidar de você por inteiro: escolha um exercício para manter seu corpo ativo, praticar exercícios faz com que seu corpo libere endorfina e sinta o bem-estar; cuide dos horários do seu sono, o sono de qualidade diminui os riscos de estresse e transtornos emocionais, além de ser fundamental para a tomada de decisões, a concentração e a memória; dedique tempo a atividades de lazer, fazer seus hobbies, estar com pessoas queridas; opte por uma alimentação mais equilibrada; desenvolva sua fé, independente de sua crença religiosa, a fé está ligada à forma como nos relacionamos com o mundo e com as pessoas, ao otimismo, a crer na vida e em algo que tenha significado; organize sua rotina, gerencie suas tarefas e agende seus compromissos; pratique técnicas de respiração e relaxamento; não tenha vergonha de procurar ajuda profissional".

Commentaires


bottom of page